Leave-in para Cachos

Quem tem cabelos cacheados sabe como o leave-in faz toda a diferença na hora de cuidar dos fios. Isso acontece porque esse produto garante mais definição, hidratação e é responsável por controlar o frizz. Mas para aproveitar todos os benefícios do leave-in, é importante escolher versões específicas para o seu tipo de fio. Assim, o produto pode agir diretamente nas principais necessidades da sua fibra capilar, especialmente para quem tem cachos. Quando utilizamos produtos que não combinam com nossas necessidades capilares, o resultado pode ser fios mais pesados e sem movimento.
Entre em contato, para que possamos lhe ajudar no cuidado dos seus fios.

6 dicas para um cabelo livre de frizz 

O mais comum dos problemas capilares femininos, o frizz é o reflexo da saúde os fios que quando danificados ficam com as escamas abertas, facilitando a perda de nutrientes e tornando o cabelo ressecado, quebradiço e, consequentemente, eriçado, já que não consegue manter o sentido correto do crescimento.

O problema pode vir de todos os lados, desde secadores, chapinhas e procedimentos químicos até mesmo as condições climáticas, ou o jeito de se secar os pentear as madeixas, por isso reunimos aqui dicas preciosas para que essa seja a menor das suas preocupações. Confira!

  1. NA LAVAGEM

Dê preferência para produtos próprios para os seus cabelos. A temperatura quente desidrata, por isso use água morna ou fria. Hidratações semanais são sempre bem-vindas.

 

  1. NA SECAGEM

Remova a umidade dos fios sem esfregá-los na toalha, pois a fricção aumenta a eletricidade estática, é um belo convite para o frizz dar as caras. O ideal é amassar as madeixas levemente para tirar o excesso de água. Para quem faz uso do secador é melhor optar por um modelo emissor de íons negativos, que equilibra a carga elétrica do fio, sela as cutículas e dá brilho, evitando sempre as altas temperaturas e não abrindo mão de um protetor térmico.

 

  1. AO PENTEAR

Substitua o pente de plástico por um modelo de madeira com dentes largos ou uma escova wet brush-pro, que é projetada para desembaraçar especialmente o cabelo úmido, suas cerdas desembaraçam com facilidade até mesmo os nós mais difíceis.). Penteie as madeixas com delicadeza; primeiro as pontas e só depois o restante do comprimento. Evite escovar o cabelo excessivamente.

 

  1. AO FINALIZAR

Leave-ins, reparadores, oleos, mousses e fixadores são alguns dos melhores finalizadores para assentar o frizz. Nos cabelos lisos invista em produtos fluidos ou em gel, já os fios cacheados se beneficiam mais de veículos em creme ou mousse, as madeixas onduladas, por sua vez, se adaptam melhor a séruns ou sprays. O óleo capilar é curinga para todos os tipos de fio, mas dê preferência aos de consistência leve.

 

  1. PARA DORMIR

Recorrer a cosméticos noturnos duas vezes por semana é uma boa medida para controlar os fios que desafiam a gravidade. Como complemento utilize uma touca ou fronha de cetim ou seda.

 

  1. NO SALÃO

Além de hidratações quinzenais, a reconstrução é um dos melhores tratamentos para reduzir o frizz e deve ser feita mensalmente. Ao repor proteínas e selar as cutículas, o tratamento reduz a porosidade do fio e equilibra o seu pH, alinhando a superfície da fibra, conferindo também brilho e maciez.

Cabelos coloridos, confira alguns cuidados para mantê-lo divino

Prepare o cabelo antes da coloração
É preciso ter em mente que, antes da mudança de cor, é preciso que seus cabelos já estejam saudáveis e bem nutridos para que o resultado da coloração seja satisfatório e duradouro.
Aumente o intervalo entre as lavagens
Para não ver a sua nova cor descer pelo ralo (literalmente) é recomendado que você aguarde o maior tempo possível para lavar o seu cabelo pela primeira vez após a coloração, respeitando o prazo mínimo de 24 horas.
Em geral, quando você lava menos, a cor dura mais. Por isso, enquanto os seus cabelos estiverem coloridos, os shampoos a seco e as toucas de banho podem fazer parte da sua rotina de uma forma muito mais intensa do que você imaginava.
Evite o calor sempre que puder
Quando você lava suas madeixas com água quente, se expõe ao sol intenso ou não abandona o uso de chapinhas e secadores, a durabilidade da cor do seu cabelo está em risco, então conte sempre com os protetores térmicos. Esses produtos ajudam a reduzir o desvanecimento da cor, mantendo a integridade do cabelo sempre em boas condições.
Utilize produtos antioxidantes
Além de consumir apenas cosméticos próprios para cabelos coloridos, verifique se seus xampus, condicionadores e máscaras possuem vitamina E, antioxidantes, óleo de oliva ou ácido glutâmico em sua composição. Esses nutrientes são capazes de aumentar a sua resistência contra o escape da cor.

Corte longo para Cabelos – Primavera 2017

Com franja lateral
Os fios longos exigem mais cuidado e atenção, mas algumas mulheres não abrem mão deles.
Para dinamizar o corte, a dica é apostar numa franja lateral que ajude a adicionar mais movimento as madeixas.
Contar com uma textura nos fios ajudará a deixar o corte mais jovem e poderoso, aposte em finalizadores.


Com franja longa
As franjas sempre ajudam a deixar os cortes longos menos pesados, e um estilo de franja bastante em evidência – para os cabelos da primavera 2017 – é aquela mais longa na altura das sobrancelhas.
O comprimento pode ficar mais dinâmico com repicados e com o uso de um finalizador para deixar os fios mais texturizados.

Corte em camadas
Um corte interessante para quem tem fios longos é aquele em camadas que adiciona leveza para as madeixas.
Esse tipo de corte também deixa os fios mais fáceis de pentear no dia a dia.
As camadas podem ser utilizadas em madeixas lisas, onduladas ou cacheadas.
O corte proporciona movimento deixando o cabelo com mais estilo de madeixas de primavera/verão.

Cortes Médio – Primavera 2017

Reto na linha do ombro
A altura do ombro é um comprimento em alta para quem deseja ostentar um corte médio durante a primavera de 2017.
Esse corte vai bem para todos os tipos de cabelo desde os cacheados até os mais lisos.
É possível apostar numa franja reta para deixar o visual mais interessante.
A novidade é que agora até mesmo os cabelos cacheados estão ganhando franjas.

 


Médio com volume no topo da cabeça
Já deu para perceber que o volume no topo da cabeça é uma das principais tendências para os cabelos da primavera 2017, não é mesmo?
O corte médio também oferece uma opção interessante com franja reta e comprimento com volume descendente.
O visual fica com um quê de anos 1970, mas muito atual.
Para deixar os cachos mais definidos você pode apostar num ativador de cachos.

 


Long bob
Um dos cortes que conquistou muitas famosas em temporadas passadas, chega com grande força dentre as tendências para a primavera de 2017.
Nesse corte temos um Chanel repaginado um pouco mais longo com comprimento entre o queixo e o ombro tendo pontas alongadas.

Cabelo curto

Ideias para se inspirar:

1. Assimétrico Moderno

Na altura do queixo, tem a nuca bem batidinha e fios mais longos na frente. Divida na lateral para ganhar volume na frente.

2. Chanel com volume

O corte de base reta e franja longa garante que os fios fiquem encorpados e com volume. Antes de secar, aplique um mousse no comprimento e spray de volume na raiz.

3. Messy assimétrico

Todo repicado (inclusive a franja), possui mechas em diferentes comprimentos, com destaque para as da parte da frente, que são mais longas.

4. Big Chop

Ideal para quem está passando pela transição capilar e quer assumir os cachos de uma vez, tem os fios bem curtinhos e coladinhos na cabeça. Dê ainda mais charme ao look usando um ativador de cachos para dar definição e use e abuse de faixas e tiaras.

5. Chanel gradativo

Assim como o messy, possui pontas repicadas e em diferentes comprimentos. A diferença é o corte gradual, com uma angulação chanfrada evidente (mais curto atrás e gradativamente mais longo na frente). Finalize com babyliss para valorizar o corte.

Dicas para estimular o crescimento nos cabelos crespos

Se engana quem acredita na máxima de que cabelo crespo não cresce ou que demora a crescer, o que acontece é que a forma espiralada do fio esconde o seu crescimento. Um cabelo saudável cresce, em média, de 1 a 1,5 cm por mês, independente do tipo de fio, a grande diferença é o “fator encolhimento” característico dos tipos 3 e 4, em que o fio que aparenta ter menos da metade do seu comprimento real, além de questões genéticas e hormonais. Mas algumas dicas dão uma ajudinha nesse processo, confira:

1 – Massagem capilar

Massagear o couro cabeludo com as pontas dos dedos antes de dormir, além do agradável efeito relaxante, estimula a circulação sanguínea, promovendo a regeneração celular e impactando favoravelmente no ritmo de crescimento dos fios. Outro benefício para os cabelos crespos e cacheados é a distribuição do sebo natural concentrado no couro cabeludo ao longo dos fios, ajudando a distribuir a oleosidade e na proteção das mechas agressões externas como o vento e os raios UV.

2 – Umectação capilar

Investir em nutrição deixa mais fortes e por isso é tão importante para manutenção do cabelo saudável e reestruturação do cabelo danificado.

3 – Hidratação

Manter uma rotina de hidratação, reduz o volume, deixa o fio mais maleável e alinhado, assim os cabelos ganham automaticamente centímetros preciosos.

4 – Evite a tração dos fios

Penteados muito apertados, como tranças, dreads, coques e rabos de cavalo muito puxados podem bloquear o fluxo sanguíneo e atrapalhar o crescimento dos fios. Também é importante ter cuidado com a fricção causada pelos movimentos noturnos que podem quebrar os cabelos com facilidade. A dica é investir numa fronha de seda ou mesmo envolver os cabelos em um lenço desse material.

Conheça as vantagens do corte a seco

Lavar os cabelos antes de cortá-los é um procedimento comum nos salões de beleza, com os cabelos molhados, o profissional pode ter mais precisão no corte, pois como os fios estão mais firmes a tesoura não escorrega entre os fios, mas técnica de cortar os cabelos a seco tem vantagens específicas, confira:

Mais controle sobre o resultado final

Os cabelos têm o volume e o peso diferentes antes e após a secagem, apresentando alteração no tamanho, o que influencia no efeito final do corte. Ao molhar os fios os cabelos ficam mais longos, podendo interferir na visualização do real comprimento; o corte a seco facilita a visualização, o planejamento do corte, o efeito e o movimento dos cabelos.

Esculpe os fios volumosos

A técnica é conhecida por sua capacidade de esculpir, dar forma e revelar o caimento natural dos cabelos; é ideal para quem procura uma forma de amenizar o volume e deixar os cabelos mais leves.

Cabelos finos ganham corpo

É possível fazer com que as madeixas ganhem mais corpo com camadas sutis, sem alterar o comprimento, beneficiando os cabelos finos e com pouco volume.

Para ondulados, cacheados e crespos

As cacheadas e crespas podem aderir à técnica que é perfeita para esse tipo de fio, esculpir o corte e evitar o efeito altamente volumoso e sem balanço.

Para quem quer manter o comprimento

No corte a seco é possível trabalhar com mais precisão, sendo uma técnica indicada para quem quer deixar o cabelo crescer, evitando surpresas na hora da finalização do trabalho; ideal para um ajuste no corte, respeitando o comprimento.

Para cabelos com diferentes texturas

Para cabelos com mais de um tipo de textura, com níveis de ondulação distintos (como, por exemplo, liso na frente e um pouco mais ondulado na parte de traz), essa técnica é perfeita para se encontrar o caimento natural e a harmonização do corte, corrigindo inclusive o crescimento irregular dos fios.

Para retos e desfiados 
Quem gosta do efeito reto também pode apostar no corte a seco, pois é um tipo de look que exige precisão; o mesmo vale para os desfiados, ajustando o corte por dentro para tirar o volume ou repicar em camadas para ganhar volume.

Entre em contato para que possamos ajudar você a decidir a melhor técnica para o seu fio.

Sinais do envelhecimento capilar

O processo de envelhecimento do cabelo começa normalmente a partir dos 40 anos, quando, depois de um ou outro fio branco, as madeixas passam por transformações na textura. Com a contribuição de químicas de alisamento e coloração, a vida útil dos fios diminui e sua espessura muda, tornando-se fino e ralo. Além disso, começam a aparecer sinais de ressecamento e quebra. Por isso, é importante ficar atenta para identificar as características que vão ajudar a descobrir se os fios estão envelhecendo e o que é preciso para diminuir a ação do tempo nas madeixas; estes sinais são ainda mais acentuados nas pontas dos cabelos.

  • Aspereza

As fibras dos fios perdem a resistência, tornando-os mais finos e menos sedosos;

  • Ressecamento

As glândulas que produzem óleo diminuem de tamanho com o tempo e deixam de produzir eficientemente, deixando o cabelo muito mais seco que antes;

  • Perda de volume

Com o passar dos anos os cabelos passam a se apresentar de forma diferente, eles podem ter espessuras mais finas do que as de antes, e eles podem ainda ter menos volume, pois com o tempo eles caíram e aos poucos não foram mais crescendo assim com antes, eles vão perdendo massa.

  • Fragilidade

O fio mais fraco tende à fragilidade, com pontas duplas e quebradiços, também perde parte da sua elasticidade.

  • Indisciplina

Com as escamas da fibra capilar frágeis, os fios apresentam sinais de indisciplina, tornando-se mais difíceis de modelar.

  • Perda de brilho

O cabelo se mostra mais opaco e menos brilhoso, a cor perdendo sua vitalidade e apresentando fios grisalhos. Para quem colore as madeixas, o efeito pode ser ainda pior, como a fibra e as cutículas capilares estão fragilizadas a fixação da cor de tinturas também pode ficar comprometidas.

  • Queda

Com a idade há um aumento da perda de cabelo que passa a cair com mais frequencia o que pode se tornar bastante aparente porque a taxa de crescimento dos fios também diminui radicalmente.

Como controlar o envelhecimento no cabelo

Para controlar a perda de diâmetro invista em ativos que estimulem e preencham o espaço desgastado na fibra capilar, como a queratina e a ceramida, que ajudam na perda de volume e na luta contra a fragilidade e a quebra. Contra o ressecamento e problemas que prejudicam o aspecto saudável das madeixas invista em produtos hidratantes e emolientes, que têm o poder de deixar os fios macios e maleáveis.

Como os cabelos tendem a perder a capacidade de absorção de nutrientes é importante estimular o couro cabeludo para melhorar a irrigação sanguínea e a renovação celular. Massagear o couro cabeludo, além de ser relaxante, garante fios mais fortes e resistentes, o que pode ser potencializado com o uso de produtos vitaminados.

Queda de cabelo

A queda de cabelo pode estar relacionada a diversos fatores que vão além da parte estética, e normalmente se ligam a problemas factuais e que podem ser revertidos de forma natural, como o estresse e a má alimentação. Neste caso, produtos, massagens ou remédios não vão resolver, pelo menos não sozinhos. 

Vale ressaltar que em muitos casos o problema pode ser anemia, genético ou estar relacionado aos hormônios. Para quem sente que o problema de queda e fios fracos não é algo temporário, deve procurar o médico. 

Confira alguns dicas que podem ajudar você nessa fase:

  • Cuide da alimentação;
  • Apote por produtos de boa qualidade;
  • Massageie o couro cabeludo;
  • Escove sempre;
  • Evite água quente;
  • Não durma com os cabelos molhados;
  • Corte o cigarro;
  • Cuide o estress.